Estações de carregamento de baterias automotivas e estacionárias quando mal instaladas podem causar danos severos - AmbientecAmbientec
CANAL DE CONTEÚDO

    Estações de carregamento de baterias automotivas e estacionárias quando mal instaladas podem causar danos severos

    Uma estação de carregamento de baterias é uma instalação projetada especificamente para a recarga de baterias utilizadas em equipamentos e veículos elétricos.
    28/09/2017

    Carregadores de bateria produzem energia elétrica em tensão contínua de baixa amplitude e podem ser alimentados pela rede elétrica via transformadores e retificadores, através de geradores de corrente contínua ou por meio de painéis solares.

     

    Instalações inadequadas para carregamento de baterias costumam afetar severamente equipamentos e construções em todos os ramos da indústria.  O que acontece, porém, é que o risco de explosão e/ou incêndio é, na maioria das vezes, subestimado.

     

    A falha em algum componente desses equipamentos, como conexões com folga, danificadas ou, ainda, um curto-circuito, podem ocasionar correntes de alta intensidade nos terminais das baterias e sobrecarregar o recarregador ou as baterias que estão sendo recarregadas com o, então, consequente risco de incêndio.

     

    Além disso, baterias recarregáveis que contém solução aquosa de ácido ou soda cáustica, produzem gás hidrogênio durante o processo de recarga o que é um verdadeiro risco adicional de fogo ou explosão, se a área não for adequadamente ventilada.

     

    Várias medidas podem ser tomadas para diminuir os riscos de explosão/ incêndio, a área do carregamento dessas baterias, por exemplo, deve ser exclusivamente para esse carregamento de baterias (pode-se instalar mais de um carregador). O local deve ser protegido por um sistema de detecção de fumaça, que sinalizará o mais ligeiro possível qualquer princípio de fumaça ou fogo. Essa área deve ser, também, de fácil acesso, de forma a permitir a livre circulação de pessoas e de veículos pelo ambiente.

     

    Ao contrário de uma estação de carregamento de baterias, os carregadores individuais não costumam estar fisicamente isolados das áreas circunvizinhas, porém, para evitar qualquer tipo de risco o adequado seria demarcar de forma clara a área reservada às recargas de veículos; não estocar, nem temporariamente, produtos combustíveis a menos de 2,5 a 3,0 metros dos carregadores de bateria ou dos veículos que estiverem sendo recarregados; e, sempre colocar os carregadores de bateria sobre uma base incombustível.

     

    A ventilação do local também merece maior atenção, deve-se providenciar lugares cuja ventilação seja livre ou, então, para os locais fechados, providenciar a chamada ventilação forçada, com exaustores ou insufladores.

     

    MEDIDAS PREVENTIVAS

    Posicionar a estação de carregamento de baterias à uma distância segura de instalações produtivas e de armazenagem, isolando-a preferencialmente por uma parede resistente a fogo e assegurando uma ventilação adequada ao local;

     

    • Manter a estação de carregamento de baterias e áreas circunvizinhas tão secas quanto possível e livres de poeira;
    • Não estocar líquidos que possam produzir gases ou vapores inflamáveis nas imediações da área de carregamento de baterias;
    • Implementar sinalização de “Proibido Fumar” no local e principalmente certificar-se quanto ao cumprimento desta proibição;
    • Assegurar-se de que nenhum trabalho a quente seja efetuado na área durante o período de recarga das baterias;
    • Colocar placas de aviso chamando a atenção para riscos de explosão associados a liberação de gás hidrogênio e ao efeito de queimaduras na pele provocadas pelo ácido ou soda cáustica contida na bateria. Também é recomendada uma sinalização adicional alertando sobre a necessidade do uso de óculos de segurança, luvas de borracha e avental impermeável durante o manuseio das baterias;
    • Manter o acúmulo de gases de hidrogênio tão baixo quanto possível durante o processo de recarga utilizando carregadores que possuam um relé de sobrecorrente para proteger as baterias contra sobrecarga. O carregador de baterias deve ser conectado a um relé diferencial de proteção (máx. 300 mA) e o conversor de corrente contínua deve ser isolado da rede elétrica com um transformador de segurança;
    • Equipar a área com recursos adequados de proteção e combate a incêndio recomendando-se, ao menos, a colocação de extintores (CO² ou pó químico) posicionados estrategicamente;
    • Evitar sobrecarga dos carregadores utilizando cabos elétricos dimensionados com base na maior bateria a ser recarregada. A bitola mínima do cabo de alimentação dos carregadores deve ser de 10 mm² sendo que cada carregador deve ser conectado a uma tomada e a um disjuntor individual de segurança. Conexões múltiplas jamais devem ser utilizadas.

     

    AS CONDIÇÕES SEGURAS DE TRABALHO

    •  Certifique-se de que, as pessoas que trabalham com baterias e com suas estações de carregamento, sejam informadas sobre os riscos potenciais envolvidos no manuseio de eletrólitos de baterias. Ao realizar este tipo de trabalho, deve-se sempre usar óculos de segurança;
    • Providenciar um dispositivo para lavagem de olhos (por exemplo, uma pisseta – frasco plástico com bico borrifador comumente usado em laboratórios);
    • Nunca desconectar as baterias (grampos ou jacarés) durante sua recarga;
    • Afixar na parede, em local de boa visibilidade, um sumário das instruções de operação dos carregadores de baterias;
    • Isolar os componentes condutores se a tensão de carregamento for maior do que 60 V. Colocar uma placa de aviso chamando a atenção para os perigos da corrente elétrica de alta intensidade;
    • Efetuar manutenção periódica nos carregadores de baterias e nas estações do carregamento.

     

     


     

    Fonte: ZURICH BRASIL SEGUROS, Estações de carregamento de baterias automotivas e estacionárias.  Publicação do Departamento de Risk Engineering da Zurich Brasil Seguros S.A. Edição Digital nº 01 – Atualizada em Agosto.

     


    Quer saber mais sobre segurança e insalubridade? Baixe nosso ebook grátis!

    Comentários