Ambientec Campos Gerais (PR) apoia Projeto social de saneamento básico - Ambientec
CANAL DE CONTEÚDO

    Ambientec Campos Gerais (PR) apoia Projeto social de saneamento básico


    24/04/2019

    Uma iniciativa solidária está arrecadando recursos para a implantação de sistemas de fossas sépticas em uma comunidade de Curitiba/PR. Denise Campos e Felipe do Valle, sócio da unidade franqueada Ambientec de Campos Gerais (PR), idealizaram o projeto após uma visita ao local e a constatação da precariedade das condições vividas pelos moradores.

     

    A sustentabilidade da ação

     

    O acesso às condições mínimas de saneamento básico é direito fundamental dos cidadãos. A Comunidade 29 de Março, porém, está vivendo em condições precárias devido a um incêndio de grandes proporções que a atingiu a região em dezembro do ano passado. Como uma resolução imediata é necessária, a unidade Ambientec de Campos Gerais está determinada na execução do projeto. O engenheiro ambiental Felipe do Valle, sócio da franquia, adaptou o modelo das fossas especialmente para serem instaladas nas residências da comunidade.

     

     

    As fossas sépticas são unidades de tratamento primário de esgoto doméstico e de baixo custo para a efetivação da decomposição adequada de dejetos. Ela atua com o sistema de decantação e biodigestão dos resíduos em um ambiente fechado (galões de plástico), não permitindo a contaminação do solo com o esgoto. Assim, é preservada a saúde do solo, das correntes de água do local e, consequentemente, dos moradores da comunidade, garantindo-lhes que não haja vazamento nem contato direto com os descartes.

    Entenda o caso

     

    No dia 7 de dezembro de 2018, a Comunidade 29 de Março, localizada na capital paranaense, sofreu um incêndio de grandes proporções, deixando dezenas de casas totalmente queimadas. Como consequência, diversas famílias moradoras do local perderam tudo o que tinham – teto, móveis, roupas, documentos, entre outros itens de grande importância.

     

     

    Algumas casas foram reconstruídas por ONGs para a comunidade, porém ainda não existe acesso à água encanada ou à rede de tratamento de esgoto no local. O problema é urgente e não permite a espera por uma solução do governo, de forma com que a Denise, sensibilizada pela condição de vida dos moradores, idealizou o projeto das fossas sépticas juntamente com o Felipe, buscando proporcionar condições de vida digna para a comunidade.

     

    Para a realização da ação, os idealizadores criaram uma campanha de financiamento coletivo. A arrecadação acontece online e são aceitas doações a partir de 10 reais. Toda a quantia será destinada para a compra dos materiais necessários para a implantação de mais 30 fossas sépticas na comunidade. A campanha segue ativa até quinta-feira, dia 25, e visa atingir o valor de 15 mil reais para possibilitar o andamento do projeto. Para doar, basta clicar aqui  e escolher uma das formas de apoio.

     

    Saiba mais do projeto:

     

     

    Comentários