CANAL DE CONTEÚDO

    A Sede Sustentável da Ambientec Joinville

    Saiba a importância e os detalhes da nossa sede sustentável em Joinville
    17/05/2018

    Você sabia que hoje os edifícios são as principais causas aos impactos da natureza? Eles consomem muita energia e produzem mais da metade dos gases que, atualmente, são responsáveis pela mudança do clima. Sabendo disso, a Ambientec construiu a sua sede em Joinville altamente sustentável.

     

    A construção sustentável, durante toda sua produção e pós construção ajuda a amenizar os impactos à natureza, reduzindo o máximo possível os resíduos e utilizando, com eficiência, os materiais e bens naturais, como água e energia.

     

    O projeto sustentável da Ambientec contesta a ideia do edifício como obra de arte e o compreende como parte do habitat vivo, estreitamente ligado ao sítio, à sociedade, ao clima, a região e ao planeta.

     

    Conceito

    O conceito da nossa construção sustentável, iniciou-se com a busca da integração dos ambientes com amplas aberturas e plantas livres (de divisórias ou estruturas), aliadas ao melhor posicionamento do edifício quanto à insolação e ventilação naturais.

     

    Além disso, as áreas foram dimensionadas a partir da ergonomia das estações de trabalho e de maneira que pudessem possibilitar alteração do layout de acordo com as necessidades da empresa.

     

    Quando se fala em edifício sustentável muitos já pensam em técnicas sofisticadas, mas há premissas básicas que qualquer obra atual deveria atender, desde a compra do terreno até a construção, fazendo da arquitetura parte essencial. Abaixo, apresentamos algumas técnicas básicas que utilizamos:

     

    • Localização urbana
    • Circulação na região
    • Orientação e insolação
    • Proteção contra o sol
    • Proteção contra ventos frios
    • Fachadas
    • Iluminação natural
    • Lâmpadas adequadas
    • Eletrodomésticos de baixo consumo
    • Cuidados com o isolamento térmico
    • Caixilhos e vidros de alto desempenho
    • Materiais de construção certificados
    • Cobertura
    • Isolamento do solo
    • Ventilação natural
    • Cores
    • Energia renovável
    • Uso da água
    • Aproveitamento da água da chuva
    • Reciclagem do lixo

    Projeto

     

    O projeto arquitetônico desenvolvido é compacto, modular e versátil. Onde além do foco em economia de recursos naturais, buscou-se a integração com a paisagem e o entorno.

     

    A construção foi em um terreno de 500,00 metros quadrados com testada de 12,50 metros. Além disso, tem uma localização privilegiada, próximo a pontos de ônibus, supermercados, estação rodoviária, clínicas médicas, hospitais, e é próximo a vias de ligação do centro da cidade e da rodovia BR 101.

     

    O edifício tem uma área total de 499,35 metros quadrados, possui traços contemporâneos e caracteriza uma arquitetura conceitual, funcional e minimalista. Suas formas retas com aberturas para a paisagem e a transparência do vidro traz a contemporaneidade do projeto.Os volumes conferem sensação de amplitude enquanto o vidro proporciona iluminação natural e contato com o exterior. Persianas em todos os caixilhos garantem privacidade e sombra sempre que necessário.

     

    O programa foi distribuído em cinco pavimentos:

     

    1. subsolo
    2. primeiro pavimento
    3. segundo pavimento
    4. cobertura
    5. pavimento técnico

     

    No subsolo entramos a recepção, hall do elevador, acesso a escadaria, um depósito e os reservatórios de coleta da rede pluvial e cisterna.

     

    Para incentivar os funcionários a usarem menos carro e pensando na diminuição de emissão dos gases do efeito estufa e na melhora da mobilidade com a redução dos veículos nas ruas, anexamos um bicicletário que está associado ao vestiários do pavimento térreo.

     

    Sistema Construtivo

     

    O projeto da edificação adota, divulga, orienta e estimula as empresas em relação às boas práticas ambientais, como:

     

    • Uso de papel reciclável
    • Separação de resíduos para reaproveitamento/reciclagem
    • Substituição de substâncias químicas tóxicas ou poluentes por outras com menor toxicidade ou potencial poluidor.

     

    O foco era sustentabilidade, então houve uma preocupação com o efeito da escolha do sistema e do material adotado.

     

    Ficou definido da seguinte maneira: base da estrutura em concreto armado e em alvenaria, e o restante utilizando o sistema construtivo TECVERDE, que alia a infraestrutura convencional (baldrame) de concreto armado com todo o restante da obra (elementos estruturais, piso e paredes) através de painéis em Wood Frame. Este sistema construtivo industrializado de madeira é mais racional em termos de aproveitamento de materiais, que reduz em 85% a geração de resíduos e em 90% o uso de recursos hídricos, e que também proporciona um melhor conforto termo acústico da edificação, visto que o nível de isolamento de uma parede de Wood Frame chega a ser de dois a quatro vezes superior ao de uma parede de alvenaria convencional.

     

    O painel de parede simples é utilizado como divisória interna, enquanto o painel de parede dupla é utilizado em áreas externas ou de divisão entre apartamentos ou salas. Ambos recebem camada de gesso duplo de modo a promover a resistência ao fogo. No painel de entrepiso é colocado gesso duplo no forro e sobre o OSB colocado no entrepiso, é sempre executado um contrapiso de 4 cm e sobre este é colocado o revestimento final. Assim como as paredes, o entrepiso que divide os pavimentos também é uma composição de painéis que são produzidos na Fábrica da Tecverde, transportados ao canteiro de obras e instalados em sua posição conforme projeto de montagem. É importante salientar que em nenhum momento, a madeira fica exposta.

     

    Algumas tecnologias aplicadas:

     

    • Consumo de água – consumo de água pluvial
    • Consumo de energia – energia solar
    • Sistema SMA Sunny Portal – acompanhamento em tempo real
    • Eficiência energética –  luminárias de LED, sensores de presença nas áreas de circulação e sanitários
    • Acessibilidade – piso tátil, elevador tátil com leitura em Braille e sonorização, corredores e portas de acesso aos diversos ambientes

     

    Concluímos então que, a construção sustentável em edificações de uso comercial ou institucional é muito vantajosa. Esse segmento de mercado é um diferencial hoje, mas no futuro se transformará em requisito, pois está dentro da necessidade urgente de melhores indicativos de qualidade de vida.

     

    “É extremamente importante que o profissional tenha em mente que todas as soluções encontradas não são perfeitas, sendo apenas uma tentativa de busca em direção a uma arquitetura mais sustentável. Com o avanço tecnológico sempre surgirão novas soluções mais eficientes.” (YEANG,1999)

    Veja o vídeo completo sobre este projeto!

    https://youtu.be/NM50gFM7a_k

     

    Comentários