CANAL DE CONTEÚDO

    A importância e eficácia da CIPA

    Saiba a importância da CIPA para o empregado e o empregador
    30/05/2018

    O que é a CIPA?

     

    As Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPA) são, em suma, instrumentos ou órgãos de representação nos locais de trabalho.

     

    A tarefa da CIPA é zelar por adequadas e seguras condições nos ambientes laborais, observando e relatando condições de risco, solicitando ao empregador medidas para reduzi-los e eliminá-los, bem como para prevenir a ocorrência de acidentes e doenças. Cabe-lhes, ainda, orientar os trabalhadores e empregadores quanto à prevenção de tais eventos.

     

    A CIPA deve elaborar um plano de trabalho que possibilite a ação preventiva e corretiva visando a solução de problemas ligados à segurança, saúde e meio ambiente, também deve participar da implantação de programas de controle e medidas necessárias para redução de riscos e impactos ambientais.

     

     

    Deve-se, periodicamente, traçar metas e objetivos para promover a qualidade de vida no ambiente de trabalho em conjunto com a empresa, divulgar os projetos e programas aos trabalhadores, analisar ideias e dar espaço ao colaborador para interagir.

     

    É importante que as empresas participem efetivamente na organização da CIPA. O auxílio financeiro é fundamental para que o grupo consiga desempenhar positivamente a implantação de projetos. A identificação de riscos e a elaboração de mapas é uma prática bem usual e possibilita o controle e atitudes preventivas, além de reduzir riscos e impactos ambientais, garante a melhoria na qualidade de vida dos empregados no ambiente de trabalho.

     

    É certo que a segurança no trabalho tornou-se vital para qualquer empresa. Não é uma tarefa fácil porque são diversas as variantes, cada tipo de serviço demanda uma preocupação.

     

    A importância da CIPA para os empregados é, portanto, identificar em suas respectivas rotinas do labor os problemas em relação à saúde, segurança e qualidade de vida.

    Listamos abaixo quais as atribuições da CIPA dentro de uma empresa:

     

    • Identificar os riscos do processo de trabalho, e elaborar o mapa de riscos, com a participação do maior número de trabalhadores, com assessoria do SESMT, onde houver;

     

    • Elaborar plano de trabalho que possibilite a ação preventiva na solução de problemas de segurança e saúde no trabalho;

     

    • Participar da implementação e do controle da qualidade das medidas de prevenção necessárias, bem como da avaliação das prioridades de ação nos locais de trabalho;
    • Realizar, periodicamente, verificações nos ambientes e condições de trabalho visando a identificação de situações que venham a trazer riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores;

     

    • Realizar, a cada reunião, avaliação do cumprimento das metas fixadas em seu plano de trabalho e discutir as situações de risco que foram identificadas;

     

    • Divulgar aos trabalhadores informações relativas à segurança e saúde no trabalho;

     

    • Participar, com o SESMT, onde houver, das discussões promovidas pelo empregador, para avaliar os impactos de alterações no ambiente e processo de trabalho relacionados à segurança e saúde dos trabalhadores;

     

    • Requerer ao SESMT, quando houver, ou ao empregador, a paralisação de máquina ou setor onde considere haver risco grave e iminente à segurança e saúde dos trabalhadores;

     

    • Colaborar no desenvolvimento e implementação do PCMSO e PPRA e de outros programas relacionados à segurança e saúde no trabalho;

     

    • Divulgar e promover o cumprimento das Normas Regulamentadoras, bem como cláusulas de acordos e convenções coletivas de trabalho, relativas à segurança e saúde no trabalho;

     

    • Participar, em conjunto com o SESMT, onde houver, ou com o empregador, da análise das causas das doenças e acidentes de trabalho e propor medidas de solução dos problemas identificados;

     

    • Requisitar ao empregador e analisar as informações sobre questões que tenham interferido na segurança e saúde dos trabalhadores;

     

    • Requisitar à empresa as cópias das CAT emitidas;

     

    • Promover, anualmente, em conjunto com o SESMT, onde houver, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho – SIPAT;

     

    • Participar, anualmente, em conjunto com a empresa, de Campanhas de Prevenção da AIDS.

     

    Cabe aos empregados:

     

    • Participar da eleição de seus representantes;

     

    • Colaborar com a gestão da CIPA;

     

    • Indicar à CIPA, ao SESMT e ao empregador situações de riscos e apresentar sugestões para melhoria das condições de trabalho;

     

    • Observar e aplicar no ambiente de trabalho as recomendações quanto à prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho.

     

    Reuniões extraordinárias deverão ser realizadas quando:

     

    • Houver denúncia de situação de risco grave e iminente que determine aplicação de medidas corretivas de emergência;

     

    • Ocorrer acidente do trabalho grave ou fatal;

     

    • Houver solicitação expressa de uma das representações

     

    Para mais informações sobre a CIPA, baixe nosso ebook!

    Fonte

    Comentários